Thursday, May 24, 2007

Nao acredito mais...


Eu sinto.
Terei o último pensamento para ti.
Desmerecido.
A última lágrima se a vida permitir.
Não. Não foi a mim que mentiste.
Foi a ti que de mim te iludiste.
Não voltas, mas não partiste.
Eu fiquei só e menos triste.
Porque agora sei que nada existe.
Eu sempre disse.
Tu não existes.
Só dentro deste silêncio.
Dentro deste absurdo sofrimento.
Não troces, não lamentes, nem chores...
Eu vivo, tenho um coração perdoando,
embora chorando,
continuará sempre lutando.
...sorrindo, sempre sorrindo...

2 Comments:

At 10:29 AM, Blogger joão marinheiro said...

OLá minha querida amiga, um abraço grande daqui para ai

 
At 2:10 AM, Anonymous João Norte said...

Uma bonita série de poemas. "Momentos" podiam chamar-se assim.

 

Post a Comment

<< Home


Online College Degree